terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Viver com os Pintores




- Bom dia, Bandida (vulgo Maria). - Bom dia, Bandidos...
A carrinha já está estacionada no pátio interior da residência afecta à Oficina.
Está lola, está nita. Bom dia nina, está boa?

A equipa da Oficina entra assim pelo trilho calcado, por alguns, já há mais de cinco anos. O espaço físico é-nos familiar, pois é este o lugar do primeiro lar residencial e centro de actividades ocupacionais da AFID - Associação Nacional de Famílias para a Integração da Pessoa Deficiente.
Há três anos, porém, o espaço sofreu uma alteração na sua estrutura mais básica e fundamental - a da identidade.
- Professor, eu quero ser o melhor pintor do mundo. - Esta pintura está um espectáculo. - E a minha também...
Antes que os primeiros sinais (visíveis) desta transformação se revelassem, estava lançado o toque lapidar para uma nova abertura, para uma outra liberdade, para aquela espiritualidade em que todos, iguais em condição e natureza, quase nos mistificamos na figura do Demiurgo (quase, porque nos interessam mais as consecuções no plano do real).. .
Para criar, o Homem necessita somente de matéria. Na Oficina somou-se o que faltava em matéria/material e determinou-se que a esta ambição não seriam colocados outros entraves senão o de que a Pessoa estaria sempre acima da obra e nunca a obra acima da Pessoa.
- Professor, eu quero trabalhar para ter a minha cassete da "rosinha". É para dançar o cú duro... -Nhe…e a exposiçao?- Sim, quando é que vamos pôr os quadros no Algarve?
A arquitectura do espaço é simples, tal como qualquer outro espaço de recolhimento e reflexão, que possamos imaginar. Porém, a sua geografia, aquela outra, a do imaginário e das intenções, possui a mais rica das cartografias.
O mundo sonhado, ao alcance do nosso gesto.
- Deixem passar o piloco (vulgo piloto)!!! - Não tens medo de voar? - Oh pá... eu não tenho medo nenhum...
Nem o Luís, nem o Nuno, nem a Maria, nem a Ana ou, por- ventura o Pedro, sequer a Lena, o Zé, o Mário... ou enfim qualquer um destes autores.A "Oficina" é assim o espaço de desmistificação, e a criatividade o instrumento de superação... Um cavalo de Tróia reinventado e equipado para as nossas vitórias simbólicas.

Nuno Quaresma Julho de 2002





3 comentários:

BRUNO disse...

Os meus sinceros Parabens pela tua obra de vida! Fiquei sentido com a o que a reportagem hoje na sic transmitiu! Uma Grande Lição de Vida!
Na fabrica onde trabalho o lema é aplicar as boas praticas nos outros ateliers! pergunto-me, sera que nao somos capazes de seguir estas boas praticas na nossa vida pessoal?
Confesso que ainda estou sensibilizado. Estava magoado com um familiar e agora, apos esta tua boa pratica, senti que nao podemos andar preocupados com disparidades, mas sim andar preocupados com a interajuda. Partilhamos todos esta missao. viver (em comunidade)!

Jorge disse...

Parabéns pelo trabalho que vem desenvolvendo. Eu como o Bruno, somente após ver a reportagem na SIC, hoje de noite, é que tomei conhecimento da existência do seu trabalho, o qual achei fantástico.

Acho que a sociedade precisava de mais pessoas como você, para ajudar outros que a própria sociedade teima em aceitar de uma "forma normal".

Espectaculo, os quadros que passaram na reportagem adorei.

Eu próprio na próxima semana irei dar um pequeno contribuito junto de uma insituição social, no âmbito de uma nova vertente que a minha empresa está a adoptar no que se refere à responsabilidade social. Eu e mais outros colegas iremos dar uma ajudinha a tornar melhor o dia-a-dia de crianças desfavorecidas que habitam na insituição.

Mais uma vez parabéns pelo seu trabalho! E que o continue!

sarika disse...

Parabéns Nuno, mil e um parabéns !!

"Hiper Mega Ri-fixe" o alcance dos teus projectos e o fruto da tua dedicação :)

O que pude visitar neste site, despertou em mim um profundo e verdadeiro sentimento de orgulho e satisfação!

Foi na verdade o incrementar de uma experiência muito engrandecedora, a de conhecer profissionais com a tua competência, seres humanos genuínos como tu, alicerces de obras francamente impressionantes!

Continua sempre a acreditar...e nesse processo a ser tão honesto como és!

"Acreditar em algo e não o viver é desonesto!" (Gandhi)

Sarika Hirgee